Trançamor

companhia de caminhada

O Trançamor nasceu quando um grupo de mulheres profissionais da área da beleza, liderado pela coordenadora do projeto, Evelyn Daisy, identificou a necessidade de profissionalizar mulheres negras, mães solos e pessoas trans na periferia, especificamente na Zona Sul de São Paulo, fazendo assim com que não mais estivessem a margem, mas, a frente de suas finanças. Para algumas uma renda extra, para outras, trabalho principal.

Mas o projeto também oferecia atendimento psicológico e entregava cestas básicas para essas famílias que participavam e para pessoas que se inscreviam para receber.

Com a pandemia, essa parte de cursos teve que ser interrompida e ajudar na alimentação das famílias da comunidade tornou-se o foco.