Dia Internacional da Luta pela Eliminação da Discriminação Racial

Escrito por Mayara Gonçalves

No Dia Internacional da Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, tenho mil coisas que gostaria de falar, mas nesse momento, o que me chama atenção é o quanto a discriminação nem sempre é óbvia.

A gente ergue uma bandeira de diversidade com mais facilidade do que lida com ela no dia a dia. Caímos na ilusão de achar que o racismo vai ser escancarado, que não haverá dúvidas e que sempre será óbvio o nosso posicionamento. Ahh minha gente, mas há sofisticação nessas engrenagens.

Há sempre uma desculpa, um “não foi bem assim”. Há o “foi só um jeito de falar” e um “mas não é para tanto”. Há o “foi só um erro” e o “mas vai dizer que você nunca fez isso?”. Há sempre um tanto de gente disposta a duvidar, preocupada em ter certeza se foi isso mesmo. Há um medo sistemático de usar o nome que a coisa tem, é sempre aquele que não deve ser nomeado.

E se a gente tiver fazendo tudo certo, ainda haverá um puta desconforto. Pra todos os envolvidos. Pra todos que precisarem fazer algo a respeito. Pra todos que ouvirem falar. O desconforto é tanto que a gente não rotula, com medo de encerrar o debate antes mesmo dele começar. É indigesto, porque nem tudo a gente consegue temperar.

Que nesse dia 21 a gente lembre de jogar fora o que não serve, ao invés de tentar requentar e seguir engolindo.

Deixe uma resposta